The Simpsons in Denmark

Simpsons in Denmark captures an American vacation in Europe. It shows us how happy, clean, entertaining, rich, and simply perfect Denmark is. From beautiful Danish people to the flawless healthcare system to charming Tivoli and pristine nature. Who wouldn’t like to live in the happiest country in world? Yet, the Simpsons are strangers in a strange land and decide to go back. The familiar wins.  Continue reading “The Simpsons in Denmark”

Advertisements

Review: Mondly Daily Lesson

In this day and age everything needs to be gamified, served in bite-size portions, and provide instant gratification. There are many apps that deliver just that. However, language learning is a process. You can speed it up, of course, but – I believe – only by intensifying your studying, not spending five minutes a day on an app. I don’t buy into shortcuts to fluency. For me, that process can be the fun part. Learning a new language resembles starting a new relationship: you grow with the language, you discover new things that rock your boat, you have ups and downs, you can’t force the passion. And you need time and focus to work on it. 🛤 Continue reading “Review: Mondly Daily Lesson”

Bilingual books

This weekend I am trying a big tiny language learning project called the Danish Weekend. I am focusing on Danish only all day long for two days. I’ll write about it more in a new post. For now, I want to share what I noticed reading a bilingual book for Danish learners. I have read only a sample sent to my Kindle to see how easy/difficult the story would be for me in Danish. After I finished it, I was not sure if I should buy the book cause a few things raised my concern. Let’s see…

Continue reading “Bilingual books”

V é de voltar

Lisboa, Miradouro Portas do Sol

Em abril ano passado (2017) visitei Lisboa pela primeira vez. A minha viagem foi cheia das aventuras. Viajei sozinha expetando caminhar pelas ruas para descobrir todos os segredos lisboetas e pinturas que tão gosto. Infelizmente estive doente todo o tempo lá então não tive muita oportunidade para ver muito. Também fui ao hospital que trato como uma experiência cultural. Que azar! Continue reading “V é de voltar”

V é de Versão de tradução

“Deveria sonhar sobre um dia no futuro quando já não preciso um dicionário, um caderno, uma caneta? Um dia quando posso ler em italiano sem ferramentas como leio em inglês? Deveria um objetivo de tudo isso? Acho que não. Quando leio em italiano estou uma leitora mais ativa, mais interessada, mesmo que menos qualificada. Gosto do esforço. Prefiro as limitações. Sei que minha ignorância de certa maneira está útil para mim.” ― Jhumpa Lahiri, In Other Words

Sinto o mesmo quando leio em português. Me concentro mais, faço notas com novas palavras e expressões, repito frases na minha cabeça. Não omito nada porque preciso entender. Vocês também concordam com a Jhumpa Lahiri?

A tradução é minha. 🤓 A frase original está aqui:

“Should I dream of a day, in the future, when I’ll no longer need the dictionary, the notebook, the pen? A day when I can read in Italian without tools, the way I read in English? Shouldn’t that be the point of all this? I don’t think so. When I read in Italian, I’m a more active reader, more involved, even if less skilled. I like the effort. I prefer the limitations. I know that in some way my ignorance is useful to me.”

Dia Internacional da Língua Materna

Feliz Dia Internacional da Língua Materna!

Minha língua materna é polonesa, mas no meu coração tenho inglês e português. Sempre adorei inglês: falar, ler, escrever, expressar tudo, pensar e sonhar em inglês! Não é estrangeiro para mim. E agora também português me acompanha na minha vida.

Vocês se sentam conectados com suas línguas maternas? O que significa na sua vida? Aprender outras línguas ajuda conhecer mais sua própria?

minha-patria